quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

O amor maior do mundo

O amor maior do mundo acabou
Mudou de endereço e estado
O amor maior do mundo se mostrou ódio
Se mostrou pouco, muita embalagem para pouco presente
Se transformou em dor, a melhor rima. . .
Perdeu a cor, o tom, o sorriso largo.
O amor maior do mundo era pouco,
Roto e vagabundo
Era mãos dadas, agora é chão aberto
Fim do mundo
Sem chão, só não, e é surdo
Não quer ouvir, não quer saber, é memória fraca
Pra um.
Pro outro,
Saudade amarga, pensamento fixo, lágrima azeda
É porto inseguro
Porta trancada
Viagem sem rumo
O amor maior do mundo mudou
Abraçou a si
Dor grande, buraco fundo
O amor maior do mundo é outro
Diferente, endereço igual
A mesma letra, o mesmo tom de pele, o mesmo sorriso torto
Até de nome mudou,
O amor maior do mundo, agora é único, é “amor-próprio”.







p.s: caaaalma, é só uma poesia, não passei por isso! rsrs

1 comentários:

Andressa disse...

Estou seguindo.
Gostei do texto.

http://apeenas.blogspot.com/

 
Espelho.... Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino